sábado, 6 de setembro de 2008

Tecnologia das fadas

Coletando gotas de orvalho e de luz, as fadas traslumidificam as moléculas dos vegetais e da terra para trazer vida e espírito para os seres de luz.
Com a capacidade lumidifiadora as fadas jorram energias vitais e sutis para todos os seres que elas abraçam transformando assim sua vida molecular e DNA para a capacidade abençoadora da natureza.
Como milhões de gotas de chuva, as gotas da lumidificação se entranham e entremeiam a existência em pontos radiantes e ramidificadores de prisma solar.
Elas são o berço do alento do espírito do ar, assim elas preparam todos os espíritos para o nascimento sua jornada e destino, além da terra fértil material, para outros pontos mais sutis da existência.
A pureza plenificadora, outra de suas tecnologias, puriplenifixa todos os seres em luz eterna de amor, paz e liberdade e sentido na realidade que abarca tudo e é sem leis, mas com propósitos. Como jorros de baixo para cima e cascatóide de força azul e branca em meios claros e densos da natureza existencial.
A realização etérea, realizeteriza todos os seres desde seu principio até sua passagem para outro plano de realidade, onde os sonhos se tornam reais. De maneira a adequar a existência de antes e depois, e de depois e antes, como fontes dos pandrões de luzes cores sons imagens formas complexidades e simplicidades, tudo, as capacidades de cada existência.
Nos sonhos mais profundos as fadas ensinam os seres iluminados a dançarem no tempo, pois este é se processo ritual, e a voarem livres no vento, por esta ser a qualidade de sua beleza rara rica natureza.
Elas cantam, por este ser seu poder de amor, aos onironautas à irem para seus sonhos mais livres.
Sua natureza é plena tranqüila dócil e gentil, de maneira que somente os abençoados de espíritos podem ver sua face agraciando a todos os sentidos dos homens e anjos, agindo em conjunto na explanação da terra.
As gotas de luz caminham e permeiam tudo.
Tenta-se explicar a existência. Mas tudo são só palavras.

2 comentários:

leo disse...

já da primeira impressão - tecnologia e fadas articuladas se refazem mutuamente.
esse re-uso de tecnologia é tarefa que particularmente me coloco.
parece-me aqui a invenção de uma velha tecnologia, ao mesmo tempo mão e contramão destes movimentos incessantes de inovação.
peraí que já me aproprio desse conteúdo, e deixo as fadas me apropriarem....

Mathias St. Elini disse...

Theo, muito bom, finalmente alguem para me explicar o que eram essas faiscas de luz, nao o ceu cosmico, que cintila, mas as fadas que atuam na humanidade dando sentido as coisas. Uma coisa nao eh outra, mas, literariamente eh muito bom!
Vou procurar alguma coisa para postar, talvez escrever, obrigado!