segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

guerra

A guerra é a anti-vida. É a morte a favor de interesses burocráticos.
No caso do exército de um homem só, que luta por honra, a guerra se torna válida - é a manutenção da própria existência. Este exército não tem interesses burocráticos.
A burocracia é a verdadeira camisa de força que aprisiona mentes, tornando estas reiteradoras da lógica burra. A burocracia é a essência do poder e da política no mundo em que vivemos. É a lógica burra, da destruição dos semelhantes e de si próprio, que rege a política burocrática.


Enquanto a arma sanguinária está em punho em busca de poder, os monges meditam.

2 comentários:

Theo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Theo disse...

a marilia acha q a burocracia é a ferramenta, a mecanica e a essencia é a ambição. Eu acho que a essência é a podridão humana e a burocracia: as porcas do sistema